• Márcio de Miranda

Ciclistas não podem pedalar esportivamente em área de lazer, mas Prefeitura do Rio estuda criar nova


Na última quinta-feira, dia 2, membros da Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro (CSC-RJ) estiveram reunidos com o Secretário de Ordem Pública, Coronel Paulo Amendola e posteriormente com o Superintendente de Supervisão Regional Centro, Marcelo Rotemberg para discutir dois tópicos que vem criando confusão entre atletas e pedestres na área de lazer do Aterro do Flamengo aos Domingos e feriados.

A CSC-RJ solicitou que a Guarda Municipal se envolva diretamente na tentativa de coibir a prática do Ciclismo de Alto Rendimento no Aterro do Flamengo, fora dos dias e horários permitidos na Lei Municipal de criação da APCC do Aterro do Flamengo, mencionando também a Lei 5.629 de 7 de Outubro de 2013, que limita em 20km/h a velocidade das bicicletas em áreas de lazer, as bicicletas em treinamento, atingem velocidades superiores a 40km/h.

Além disto solicitaram também a implantação de mais uma Área de Proteção ao Ciclismo de Competição (APCC), exclusivamente aos domingos, no horário de 07h às 10h no trecho entre a Praça Quinze, até a Rodoviária Novo Rio, através do Túnel Marcello Alencar e Av. Rodrigues Alves, em toda a sua extensão, com cerca de 4,3km, apenas na pista sentido Aterro/Av. Brasil.

Esta mudança se deve aos recentes casos de acidente entre pedestres e ciclistas no Aterro do Flamengo e que no último final de semana teve mais um caso para estatística. Nunca foi permito pedalar esportivamente na área da lazer, mas havia um acordo informal para o que treino não fosse além das 8:30h, da manhã. Mas alguns grupos de ciclismo passaram a descumprir este acordo e pelotões cada vez maiores acabaram criando esta disputa com o pedestre. Agora vamos aguardar o desfecho desta solicitação e torcer por mais uma APCC.

#APCC #ÁreadeLazer

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png