• Márcio de Miranda

Clínica para ciclismo de pista no velódromo olímpico do Rio de Janeiro por Anelise Assumpção


O Planeta da Bike recebeu o relato da atleta e nossa amiga Anelise Assumpção sobre a possibilidade de pedalar em um velódromo olímpico, no caso, o usado nos Jogos Rio-2016.

Curta o Planeta da Bike no Facebook.

No último sábado aconteceu uma clínica para ciclismo de pista e Anelise foi uma das 20 pessoas selecionadas e abaixo segue a experiência dela.

- Ciclista de estrada na categoria elite desde 2016, sempre sonhei em pedalar em um velódromo. Mas como a demolição do velódromo do Pan foi anterior ao meu início no ciclismo, achei que nunca seria possível.

No entanto, mesmo após inúmeros atrasos, tivemos a construção de um Velódromo Olímpico. Com isso, pude assistir à final feminina de pista nos jogos Rio 2016. Foi muito emocionante. Mas não imaginava nem no meu melhor sonho que um dia eu iria pedalar ali, até porque não saberíamos se o velódromo seria mantido após os eventos e, além disso, considerava ciclismo de pista algo muito distante da minha realidade técnica (No ciclismo de pista utiliza-se apenas uma marcha e a bicicleta não pode ter freio e mesmo assim atinge velocidade superior a 50km/h).

Soube da realização de uma Clínica de Treinamento do Velódromo Olímpico, a qual possuía apenas 20 vagas. Fiquei monitorando o site da Federação de Ciclismo do Rio de Janeiro para conseguir fazer a minha inscrição. E consegui...

No último sábado, dia 06 de maio, tive a oportunidade de pedalar pela primeira vez em um velódromo.

Primeiro foram passados conhecimentos teóricos e caminhamos sobre a pista sem bicicleta, chegamos no ponto mais inclinado: 44 graus. Era difícil ficar de pé. E neste momento eu me perguntava: será que vou mesmo conseguir pedalar numa parede tão inclinada?

Formamos um pelotão e fui pedalando logo atrás do professor, copiando tudo que ele fazia. Começamos pela faixa de escape (azul larga), e fomos subindo: faixa preta, vermelha e azul. E, em um piscar de olhos eu já estava me lançando pelas rampas.

Eu criei muita expectativa pelo fato do Velódromo Olímpico do Rio de Janeiro ser um dos mais rápidos do mundo, onde foram estabelecidos 26 novos melhores tempos (entre recordes mundiais e olímpicos). Eu pensava que andar ali seria bom, mas é muito melhor do que eu poderia imaginar.

Sai dali naquele sábado com treinos agendados para terças, quintas e sábados da próxima semana e vou tentar competir já no dia 28 de maio, no Campeonato Estadual de Pista (Rio Bike Fest) -, concluiu Anelise.

A 1ª edição do Rio Bike Fest, que acontece de 26 a 28 de maio e marca a reabertura do Velódromo Olímpico na Barra da Tijuca. O evento recebe o Campeonato Estadual de Pista 2017, passeio ciclístico de 20 km, apresentações de BMX Freestyle, Expo Fair, além de uma extensa área que se transformará em praça de alimentação.

O Campeonato Estadual de Pista vai acontecer durante os três dias do evento de forma simultânea no velódromo mais rápido do planeta. A competição será disputada nas categorias: Elite Masculino/Feminino; Sub 23 Masculino/Feminino; Júnior Masculino/Feminino; Juvenil Masculino/Feminino e Infanto Juvenil Masculino/Feminino. Além de contar pontos para o ranking nacional, também pontua no ranking estadual de Pista. A entrada é gratuita, informações sobre inscrições no site da Fecierj.

#CiclismodePista

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png