• Márcio de Miranda

Terceira etapa da Mediterranean Epic por Raiza Goulão


Hoje foi um dia em que larguei e me senti super bem, porém consciente da diferença que eu tinha para administrar em relação às concorrentes. Tentei me segurar e poupar, porque meu próprio treinador havia dito que não tinha necessidade de forçar o ritmo. Outra vez estive com os másters e a campeã espanhola veio comigo. Fizemos cerca de 45 km dos 80 juntas. Na trilha abri uma vantagem, com pouco mais de um minuto.

Imprevistos acontecem e acabei batendo a roda, o barulho foi muito grande. Tive que parar para trocar câmara de ar e a espanhola e a belga me ultrapassaram. Fiz a troca e o reparo e fui até o fim, fazendo muita força pra tentar buscá-las. Foi um dia de aprendizado e de sentir que os ciclistas estão cada vez mais me reconhecendo. Os másters me davam muito apoio e me motivaram, foram como anjos para mim no meu caminho. Às vezes você fura um pneu e encontra força nos demais competidores, que me falavam que dava para ir, que eu tinha condições de chegar perto delas. Com o terceiro lugar na etapa, sigo na liderança e vou em busca da manutenção da camisa de líder neste domingo (11), na quarta e última corrida da Mediterranean Epic. Conto com a torcida de todos! 


cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png