• Márcio de Miranda

Copa Catalana HC Banyoles por Raíza Goulão


Depois de duas provas de ultramaratona, tivemos a primeira competição de Cross Country Olímpico (XCO) no ano. Foi uma prova classe HC em Banyoles, com um lindo lago de fundo, que atraiu muitos atletas e teve um start list muito forte.

Apesar de correr esse desafio como treino para as WCs, devido à periodização montada pelo meu treinador, tive a oportunidade de me testar e experimentar algumas novas estratégias de prova. Não é o tipo de pista que mais me favorece, muito veloz, com muitas curvas e retomadas, porém pouco técnica e que exige 100% do atleta a cada curva.

O setup escolhido para a bike foi perfeito. Optei pela minha hard tail Mondraker Podium, equipada com pedivela Rotor 2in Power com coroa 34t, rodas boost prototype de carbono, pneus Mitas Scylla 2,25 com 17psi na roda dianteira e 18psi na traseira, e garfo Fox Factory boost com 70psi na suspensão.

Uma prova atípica, na qual a elite feminina largou no sábado às 15:30pm. Não tive uma boa largada e precisei fazer muito esforço para me recuperar, o que acabou cobrando um preço mais tarde. Senti muito o ritmo mais intenso do XCO e acabei fechando na 15a colocação, mas feliz com os aprendizados que tive durante o final de semana e com a excelente estrutura oferecida por minha equipe Primaflor Mondraker Rotor, que só melhora a cada dia.

Ainda tenho mais uma prova treino no próximo Domingo, uma C1 aqui na Espanha e depois viajo para a África do Sul em busca do sucesso nos primeiros grandes objetivos do ano: WC em Stellenbosch e Cape Epic.

"Andar com fé eu vou, porque a fé não costuma falhar"

#RaízaGoulão #MTB #Tóquio2020

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png