• Márcio de Miranda

Velódromo do Rio recebe equipes que vão disputar o Mundial de Paraciclismo de Pista


O Mundial de Paraciclismo de Pista Rio 2018 vai ganhando corpo​, com os primeiros treinos não-oficiais no Velódromo do Parque Olímpico da Barra, que receberá a competição de 22 a 25 de março. Os treinos oficiais serão realizados nos dias 20 e 21. As equipes da Rússia, Argentina, Espanha e Brasil montaram as bicicletas de treino e competição e já tiveram a oportunidade de testar a pista onde vão buscar um lugar no pódio. - Esse primeiro treino foi mais uma soltura. Os atletas chegaram ao Rio nesta quinta e por isso foi importante fazer uma atividade pra já começar a ir se habituando com a arena, a pista e o clima -, disse Romolo Lazzaretti, coordenador técnico da seleção brasileira.

Entre os grandes nomes que já estão se habituando à competição estão o brasileiro Lauro Chaman (C5), duas medalhas paralímpicas e três no último Mundial; os argentinos Rodrigo Fernando Lopez (C1), bronze 1km Time Trial no Mundial 16, e Mariela Analia Delgado (C5), bronze no Scratch no Mundial 16; os russos Alexsey Obydennov (C3), prata e bronze em Mundiais, e Sergei Batukov (C3), bronze no 1km Time Trial no Mundial 16; e os espanhóis Eduardo Santas Asensio (C3), prata nos Jogos Rio 2016 no 1km Time Trial; Alfonso Cabello Llamas (C5), ouro nos Jogos Rio 2016 no 1km Time Trial; e a dupla Ignacio Avila Rodriguez e Joan Font Bertoli, do Tandem, campeões da Perseguição Individual do último Mundial. - A verdade é que só de entrar na pista já me arrepiei todo. Recordar o que vivi nos Jogos do Rio é espetacular. Queremos voltar a estar no pódio, se possível no lugar mais alto, e repetir o que fizemos em outros Mundiais -, disse Font Bertoli. - No último Mundial faltaram alguns países e aqui no Rio o nível vai estar muito alto. Temos muita vontade de saber se com todos os principais rivais em ação somos capazes de estar nos primeiros lugares -, completou Avila Rodriguez. O Mundial do Rio, o primeiro da modalidade a ser disputado no Brasil, ganha ainda mais importância por ser a primeira grande competição a contar pontos para o ranking que selecionará os participantes dos Jogos Paralímpicos Tóquio-2020. O Paraciclismo é o terceiro esporte no ranking dos que mais dão medalhas em Jogos Paralímpicos, atrás apenas do Atletismo e da Natação. O Mundial é composto por três provas em cada umas das categorias – Tandem (para cegos), C1, C2, C3, C4 e C5 (para pessoas com deficiências físico-motoras e amputados) tanto no masculino quanto no feminino. Além disso, há uma prova de Sprint com equipes mistas. As maiores delegações no Mundial são também dos países com mais tradição no paraciclismo: Grã-Bretanha (22 competidores), Estados Unidos (18), Austrália (16), Rússia (14), Irlanda (13), China (12) e Espanha (12). Brasil (11), Malásia (10), Argentina (09), Holanda (09) e Nova Zelândia (09) fecham o top 10. Ao todo, contando com os pilotos da classe tandem que não possuem deficiência, serão quase 240 competidores de 30 países nos quatro dias de disputas.

Programação de treinos oficiais

20/03 - Terça-feira 8h às 9h30 - GBR, CHN, HUN, CZE, ROU, UKR 9h30 às 11h - USA, NED, ARG, EST 11h às 12h30 - AUS, MAS, BEL, GRE, GHA 12h30 às 14h - NZL, COL, FRA, ITA, POL, DOM, HUN 14h às 15h30 - ESP, IRL, JPN, GER, SVK 15h30 às 17h - RUS, BRA, VEN, CAN, SWE 21/03 - Quarta-feira 8h às 9h30 -AUS, MAS, BEL, GRE, GHA 9h30 às 11h - NZL, COL, FRA, ITA, POL, DOM, HUN 11h às 12h30 - ESP, IRL, JPN, GER, SVK 12h30 às 14h - RUS, BRA, VEN, CAN, SWE 14h às 15h30 - GBR, CHN, HUN, CZE, ROU, UKR 15h30 às 17h - USA, NED, ARG, EST Serviço

Velódromo Olímpico do Rio de Janeiro Quando: De 22 a 25 de março Horários de Competições: Sessão manhã a partir das 10h e sessão tarde, 15h *Portões abertos: a partir das 9h Entrada principal do Parque Olímpico da Barra - Portão 28 - Av. Embaixador Abelardo Bueno.

#MundialdeParaciclismodePista #Paraciclismo #Tóquio2020

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png