• Márcio de Miranda

Paris-Roubaix: Sagan vence pela primeira vez e quebra escrita de 37 anos


O eslovaco Peter Sagan, da Bora–Hansgrohe, venceu neste domingo a 116ª edição da Rainha das Clássicas, a Paris-Roubaix, ao bater no sprint final o suíço Silvan Dillier, da AG2R la Mondiale.

- É incrível ganhar Paris-Roubaix! Estou muito cansado depois desta corrida, mas tenho que dizer que este ano não me envolvi em nenhum acidente, não estava cansado e desde o início tentei poupar energia. Depois que fui ao ataque, continuei até o final. Me sinto muito melhor do que fiz em todos os anos em que corri a Paris-Roubaix. Obrigado a todos os meus companheiros de equipe, porque eles fizeram um ótimo trabalho - Daniel Oss, Marcus Burghardt e Maciej Bodnar, meu irmão Juraj e Andreas Schillinger e Rüdi Selliger que no início mantiveram o grupo todo junto. No final, arranquei restando mais de 50 km e estou muito feliz por ter chegado em primeiro. É um sentimento incrível. Eu sempre tento fazer o meu melhor e obter os melhores resultados -, disse o eslovaco após a corrida.

O tricampeão do mundo desferiu seu ataque final restando 54km para chegada até o sprint final no velódromo, onde Sagan levou a melhor, para conquistar a sua segunda Clássica da sua carreira, após a vitória na Volta a Flandres de 2016. Com o resultado deste domingo, Sagan se torna o primeiro campeão mundial de estrada desde o francês Bernard Hinault, em 1981, vencer a Paris - Roubaix.

Resultado final 1 Peter Sagan Sagan - Bora - Hansghoe - 05h54m06s

2 Silvian Dillier - AG2R LA Mondiale

3 Niki Terpstra - Quick - Step Floors

#PeterSagan #ParisRoubaix #UCIWorldTour

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png