• Márcio de Miranda

8ª edição do Pedal das Capivaras em prol da despoluição do Rio Pinheiros


Com o objetivo de chamar a atenção para a despoluição do Rio Pinheiros, no próximo dia 14, a Shimano, principal marca mundial de componentes de bicicleta, promoverá a oitava edição do Pedal das Capivaras. A ação, que tem a parceria da Eureka Coworking, Legado das Águas, EF Education First, Util Bicicletas, Internutri, Cheguei de Bike e Blue Cycle, busca engajar a sociedade, a iniciativa privada, os órgãos públicos, ONGs e a imprensa para a revitalização de um dos principais rios que cruzam a capital paulista.

"A Shimano abraçou esta causa desde 2011. Nosso principal motivador foi a Ciclovia do Rio Pinheiros. Neste período, observamos também o início de uma mudança na cidade de São Paulo, que deixou de ser orientada exclusivamente para automóvel e voltou a ser pensada para as pessoas, com mais espaços comuns e áreas de atividades ao ar livre. Vemos cada vez mais pessoas trocando o carro por outros modais, como a bicicleta. Nesse mesmo contexto de uma cidade mais sustentável, precisamos olhar para os nossos rios", enfatiza João Magalhães, coordenador de marketing da Shimano Latin America, que completa. "Durante décadas, o Rio Pinheiros ficou marginalizado, esquecido entre vias de asfalto e a linha férrea, longe das pessoas. A ciclovia construída às margens do rio trouxe novamente o cidadão, mais precisamente os ciclistas, ao convívio com o Pinheiros. E por que não termos de volta o rio limpo e despoluído, para a nossa cidade e para um futuro melhor"?

O evento terá duas ações. A primeira acontecerá às 9h no Eureka Rooftop (localizado na Avenida Paulista, 2439), onde diversos empresários, associações, profissionais especialistas em mobilidade e formadores de opinião estarão reunidos para debater temas que envolvem a despoluição do Rio Pinheiros e contribuem para a melhoria da vida na cidade. Já estão confirmados representantes do Legado das Águas, da EF Brasil, Util Bicicletas, Vereador Police Neto, além de representantes da própria Eureka Coworking. A recepção do público terá início às 8h30 com café da manhã.

"A Eureka acredita que o debate em torno do tema é necessário e faz parte da missão da nossa empresa incentivar e participar de ações que mobilizem pessoas em prol das melhorias que sonhamos para a nossa cidade e nosso país", comenta Daniel Moral, cofundador da Eureka Coworking.

Após o debate, terá início a concentração para o Pedal das Capivaras (das 11h às 12h) pela ciclovia da Avenida Paulista. Diferente dos anos anteriores, quando o passeio aconteceu na ciclovia do Rio Pinheiros, a organização trouxe o percurso para a principal via da cidade. "Nosso objetivo é chamar atenção da população e conscientizar cada vez mais pessoas. E nada melhor que a avenida mais paulista de São Paulo", comenta Magalhães.

A saída do passeio será na Praça do Ciclista, localizada na Avenida Paulista em frente ao Eureka Rooftop, com todo o percurso realizado pela ciclovia, até as proximidades do metrô Ana Rosa, na Rua Vergueiro, uma distância total de aproximadamente 8 km.

A iniciativa tem ainda como finalidade criar um grupo com o interesse genuíno em divulgar e atuar pela causa da despoluição do Rio Pinheiros. "Todos estão convidados para serem porta-vozes desse desafio, contribuindo a dar nova vida a este rio que abriga muitas capivaras e por onde passam centenas de ciclistas diariamente" conclui o coordenador.

O Legado das Águas - Reservas Votorantim, maior reserva privada de Mata Atlântica do País, é um dos parceiros do Pedal das Capivaras. Recentemente, a Reserva lançou o Projeto Novo Pomar Urbano em São Paulo, uma iniciativa em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, cujo intuito é desenvolver um projeto paisagístico urbano para a margem oeste do rio Pinheiros. Serão plantadas mais de 30 mil espécies nativas da Mata Atlântica, muitas raras ou que correm o risco de serem extintas.

"Tratamos esse projeto muito além do plantio de mais árvores na Marginal Pinheiros. É uma soma positiva de técnicas e beleza, caminho para encarar os desafios que atingem metrópoles como São Paulo, entre eles o aumento da disponibilidade hídrica e resistência para enfrentar alagamentos. Com a nossa proposta, queremos voltar a atenção para o rio Pinheiros, e incentivar ações individuais e coletivas que contribuam para também deixar nossa cidade mais humana e solidária, além de promover outras atividades que podem resgatar um dos mais icônicos rios brasileiros, a exemplo do Pedal das Capivaras, uma importante iniciativa da Shimano", afirma David Canassa, diretor da Reservas Votorantim.

Inscrições

O evento é gratuito e aberto ao público, tanto para os debates como para o passeio ciclístico pela despoluição do Rio Pinheiros. As inscrições são realizadas pelo portal do Sympla e ficarão abertas até sexta-feira (13), com vagas limitadas. Os 60 primeiros inscritos ganharão um colete refletivo exclusivo do passeio e concorrerão a brindes.

História

Criado em 2011 pela Shimano, o Pedal das Capivaras é um passeio de bicicleta em prol da despoluição do Rio Pinheiros. Nas sete edições anteriores, mais de 1200 ciclistas participaram do evento de conscientização, e importantes empresas e autoridades já aderiram a causa, como a CPTM, SP Market, Caloi, EMAE, Legado das Águas, Agência Leo Burnet, Vereador Police Neto, SeuLixoMeu, entre outras. Desde 2015 o evento passou a fomentar debates envolvendo órgãos públicos, mídia, formadores de opinião e representantes da indústria da bicicleta.

Rio Pinheiros e sua ciclovia

O Rio Pinheiros possui 26 quilômetros de extensão e é o principal afluente do Rio Tietê. Suas águas nascem na Serra do Mar, composta pela junção dos rios Jurubatuba e Guarapiranga, encontro que acontece próximo à estação Santo Amaro do Metrô.

Antigamente, o rio possuía diversas curvas e apresentava inundações periódicas em sua várzea. Suas águas proporcionavam um espaço para lazer e práticas esportistas, abrigando inclusive importantes competições. Com o crescimento da cidade, foi necessário fazer uma "reforma" do curso do Rio. Iniciadas em 1928 e finalizadas na década de 50, as obras tinham o objetivo de aprofundar a calha, acabar com as inundações, canalizar as águas e inverter o sentido do rio, com as águas bombeadas rio acima para a Represa Billings. Porém, com o crescimento da poluição, o bombeamento para a represa Billings foi encerrado no final da década de 80. O rio se transformou em uma local desfavorável para vida aquática e impróprio inclusive para navegação. Inaugurada em fevereiro de 2010, a Ciclovia do Rio Pinheiros tornou-se uma das principais opções para a prática do ciclismo na capital. A via é administrada pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que estima que mais de 41 mil ciclistas passem pelo local mensalmente. Desde a sua inauguração cerca de 5,4 milhões de ciclistas já percorram a via, que sofre com a poluição e mau cheiro.

Serviço: 8º Pedal das Capivaras Shimano Data: 14/12/2019 Horário: a partir das 8h30. Chegada do pedal às 12h. Local do evento: Eureka Coworking Rooftop/ Praça do Ciclista Endereço: Avenida Paulista, 2439.

Inscrição gratuita através do sympla: http://www.sympla.com.br/debate--pedal-das-capivaras-pela-despoluicao-do-rio-pinheiros__736479

#PedaldasCapivaras

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png