• Márcio de Miranda

Conversamos com Silvia Ballan ( Cheguei de Bike e silviaenina.org) sobre a importância da bicicleta


Conversamos com Silvia Ballan, videomaker e idealizadora do Cheguei de Bike e silviaenina.org. Ela é mãe, ciclista, Bike Anjo, bikerepórter e colaboradora do Bike é Legal, da jornalista Renata Falzoni. Além de registrar os seus pedais pelas ruas de São Paulo. Sempre procurando a melhor rota para pedalar em segurança.

Planeta da Bike - Você é uma pessoa que usa a bicicleta para praticamente tudo, como está o cenário ciclístico atual de São Paulo durante a pandemia?

Silvia Ballan - O cenário aqui em São Paulo está bem esquisito. Vejo algumas pessoas ainda praticando esporte, pedalando com roupas coloridas e acompanhados com mais 1 ou 2 pessoas. Vejo muitos e muitos ciclistas entregadores, é impressionante. Com as ruas vazias eles se destacam mais ainda. Mochilas vermelhas pra lá e pra cá. Espero que todos fiquem bem!

Planeta da Bike - A bicicleta é um fenômeno nacional como transporte público e em São Paulo não é diferente. Com o aumento de casos de COVID-19 como a população poderá se deslocar em segurança utilizando a bicicleta?


Silvia Ballan - Se deslocar em bike e em segurança é simples. Vá sozinho, leve álcool gel e máscara. Quando parar, passe álcool gel na mão, vista sua máscara e bom trabalho. Tenha mais de uma máscara, e previna-se assim. Se puder, fique em casa, mas se precisar sair, com bike não tem aglomeração e melhor ainda, aumenta a auto estima e alegria nesses dias com atividades físicas até o trabalho, mercado e farmácia, por exemplo.

Planeta da Bike - Você acredita que a população de São Paulo adotará ainda mais o uso da bicicleta quando a pandemia passar, evitando assim o transporte público?



Silvia Ballan - Acredito muito! São Paulo está com bastante adesão a bike e agora com Covid essa onda vai pegar. To na maior torcida por isso e acredito, sou muito positiva

Planeta da Bike - Com a pandemia do COVID-19 aumentou muito o serviço de bike delivery. Os entregadores tem um papel muito importante neste momento e como eles podem se proteger?




Silvia Ballan - O ciclista entregador, além de usar máscara, álcool gel, cuidado com a máquina de cartão e embalagens e o principal: NUNCA toque olhos, nariz e boca. Sei que é difícil, mas eu por exemplo, uso máscara pra lembrar e sugiro uma fita amarrada no pulso, caso pedale sem máscara, algo que lembre de não tocar o rosto. O importante é isso, já que a bike não aglomera e a pedalada é cheia de liberdade. Fico aqui admirando esses entregadores, são guerreiros!

Se precisar pegar o transporte público pra ir ao local de entrega, use sempre álcool gel, abuse mesmo, e peça no seu trabalho para fornecer esse álcool. Ontem fui na farmácia e 500ml estava 9,00, não é fácil não, é caro.

Planeta da Bike - É possível afirmar, após este momento que estamos vivendo, haverá um aumento de ciclistas e que o mercado da bicicleta sairá fortalecido?

Silvia Ballan - Eu acredito que nada será como antes, fortalecido eu não sei, mas esse mercado vai mudar bastante. Acredito que sairá mais humano, com uma visão mais carinhosa com nós, ciclistas urbanos desse perrengue diário, e acredito sim que a bike no meio urbano vai crescer. Hoje participei de um stream e lá foi dito que a venda das bikes de entrada aumentaram. Ah, coisa boa de ouvir, novos ciclistas estão por vir

#Coronavírus #MobilidadeUrbana

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png