• Márcio de Miranda

Conversamos com Monike Azevedo, responsável pelo projeto social que leva seu nome, sobre a importânc


Monike Azevedo é triatleta, diretora do projeto social, que atualmente está na Base Aérea Naval da Marinha do Brasil, em São Pedro Aldeia, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O projeto é sem fins lucrativos, foi criado em 2007, com finalidades educacionais, culturais e desportivas. Ele atende crianças de 07 a 16 anos para uma oportunidade educativa através da prática esportiva. O Projeto Monike Azevedo já beneficiou mais de 5 mil crianças e jovens de baixa renda.

Clique na imagem abaixo, para ler toda série de matérias

Principais títulos do projeto: 23 campões brasileiros, 57 entre os três melhores do Brasil Projeto referência da região dos Lagos, pelo corpo de Bombeiro e polícia Militar 2008/2009/2010, Campeão por equipes pela FETERJ 2011. Campeão por equipe no MTB XCM 2018. Prêmio êxito – melhor projeto Social região dos Lagos 2015/2016/2017 e 2018.

Planeta da Bike - Como surgiu o Projeto Monike Azevedo e qual a sua atuação atualmente?

Monike Azevedo - O projeto surgiu há 12 anos atrás na cidade de Iguaba Grande devido à falta de acessibilidade ao esporte para as crianças da região dos Lagos Rj. Há nove anos fomos convidados pela Marinha do Brasil, para colocarmos o projeto em suas dependências. Daí ele tomou uma proporção muito gratificante. Hoje temos locais seguros, para os treinos e para guardar nosso material. Este ano temos a Caloi como parceiro, investindo na base, acreditando que é possível transformar o mundo através da bike. No momento estamos sem aula .

Planeta da Bike - Quantas pessoas são atendidas pelo Projeto Monike Azevedo e como pessoas interessadas podem ajudar a mantê-lo?



Monike Azevedo - Hoje atendemos 150 crianças de 6 municípios, que iniciam os esportes, triatlo e montain bike conosco.

Planeta da Bike - Qual é o impacto do Projeto Monike Azevedo na Região dos Lagos?



Monike Azevedo - Hoje somos um projeto social referência, não só na região dos Lagos , mas como no Brasil. Somos um projeto com a chancela da REMS ( Rede do esporte pela mudança social).

Planeta da Bike - O seu Projeto teve que parar durante a pandemia, como será o retorno das atividades após a “volta ao normal?”

Monike Azevedo - infelizmente tivemos que parar , seguindo as orientações segurança. Mas recebemos diariamente, mensagens das crianças, que estão morrendo de saudade de se exercitarem.

Planeta da Bike - Queria saber se a população da Região dos Lagos adotou a bicicleta como meio de transporte e se foi possível perceber aumento de ciclistas durante a pandemia?

Monike Azevedo - pra mim Monike Azevedo , que fui pioneira neste esporte aqui na região dos Lagos, temos sim um aumento significativo na procura pela bike neste momento da pandemia.

Planeta da Bike - Vi que você e o seu projeto distribuíram alimentos para pessoas carentes durante a pandemia, como foi essa experiência?

Monike Azevedo - A palavra doar tem um significado, que para nós é muito similar a carinho. Em cada casa que chegávamos, tivemos a recepção com um sorriso, uma Cadim de alegria , de boas lembranças....de saudade! Cada cesta entregue por nós , foi uma felicidade de saber que estão sentindo nossa falta , e que o que fazemos , fica na memória afetiva de cada criança que atendemos. Foi uma troca de energia, que só conseguimos sentir com o coração. Conheça o projeto.

#Coronavírus #ProjetoSocial

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png