• Márcio de Miranda

Mundial de Ciclismo da UCI: italiano vence CRI, com bike italiana, na Itália


O italiano Filippo Ganna, de 24 anos, da equipe Ineos Grandier, está escrevendo a sua história no ciclismo, na pista e agora na estrada. O tetracampeão mundial de perseguição individual UCI, que, em fevereiro, quebrou o recorde mundial da especialidade, venceu o contra-relógio individual do Mundial de Ciclismo da UCI na manhã sexta-feira (25), em Ímola, na Itália.

Meio século depois do lendário sucesso de Vittorio Adorni nas corridas de rua, o Autodoromo Enzo e Dino Ferrari em Imola testemunhou outro dia histórico para o ciclismo italiano, quando Ganna deu a seu país seu primeiro ouro de contra-relógio individual (CRI) na história do evento. O belga Wout van Aert ficou com a medalha de prata e o suíço Stefan Küng fechou o pódio.

“É incrível, estou muito feliz”, comemorou Ganna após sua vitória. “Tive um apoio incrível do carro nos quilômetros finais. Não estava sentindo muita pressão. Fiquei com amigos nestes últimos dias, apenas para conversar e pensar em qualquer coisa, menos no Mundial. É um sonho, não tenho palavras. Já usei a camisa arco-íris na pista, mas nunca na estrada, então esta será uma experiência nova para mim. ”


A equipe inglesa Ineos Grandier, antiga Sky, tem uma parceria longa e duradoura com a fabricante italiana de bicicletas Pinarello, que tem a incrível marca de 15 títulos na classificação geral do Tour de France. Passando pelas conquistas de Miguel Indurain até Chris Froome. O modelo abaixo é o mesmo usado por Ganna, na prova desta sexta-feira.

Pinarello Bolide TT Ineos / Divulgação

A disputa contou com especialistas em contra-relógio, os belgas Victor Campenaerts e Wout van Aert, campeão europeu e quatro vezes campeão suíço Stefan Küng, o especialista italiano Filippo Ganna e o astro australiano Rohan Dennis, vencedor das últimas duas edições em Innsbruck (Áustria) e Harrogate (Grã-Bretanha).


Geraint Thomas (Grã-Bretanha) estava com a faca nos dentes e registrou um impressionante tempo de 18'41 '' após 14,9 km, estava claro que muito ainda estava para acontecer no Autódromo.

Apenas dois pilotos conseguiram estabelecer um tempo intermediário mais rápido do que Thomas: seus companheiros de equipe Ineos Grenadier. Ganna, com um incrível tempo de 18'05 '' (35 '' mais rápido que Thomas), e Dennis (18'26 ''). O italiano, que já havia conquistado sua quarta camisa arco-íris na perseguição individual no velódromo de Berlim no início do ano, não se amedrontou com a distância e colocou uma lacuna entre ele e Van Aert (+26 '') enquanto Dennis teve que se contentar com o 5º (+39 ''). Classificação final


1. Filippo Ganna (Itália) 35:54:10

2. Wout van Aert (Bélgica) 27 "

3. Stefan Küng (Suíça) +30"

4. Geraint Thomas (Grã-Bretanha) +37 "

5. Rohan Dennis ( Austrália) +40 "

cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png