Bike Fit é um aliado do ciclista na melhora de performance e na prevenção de lesões

Com crescimento do ciclismo no Brasil, aumentou a busca por equipamentos e um melhor posicionamento sobre a bicicleta. Esta mudança de comportamento ocasionou investimentos na área de tecnologia e formação de novos profissionais chamados de bike fitters, técnicos especializados em ajustar milimetricamente a bicicleta para o cliente.

 

O bike fit serve inicialmente para decidir o tamanho de quadro correto para cada pessoa. Após a escolha, o técnico precisa fazer os ajustes das peças móveis da bicicleta em relação à posição do corpo e o biótipo do ciclista na hora da pedalada. Com esses ajustes a prevenção de lesões é ainda maior e o desempenho, segundo pesquisas, pode ser melhorado em até 30%.

 

O Planeta da Bike conversou com um dos percursores deste sistema, Dr. Andrew Pruitt, do Boulder Center for Sports Medicine (BCSM). A cidade de Boulder é considerada por muitos a capital do triatlo e ciclismo, já que os atletas das seleções americanas treinam lá. Além disto o local possuiu centros avançados de estudos em medicina esportiva.

 

- O bike fit não começou com os atletas e sim com o ciclista comum que sentia dores ao pedalar. Quando iniciamos os estudos era possível perceber que ele não "vestia" a bicicleta e por isso estudamos a biomecânica do ser humano. Existem diferentes tipos de pessoas e por isso o bike fit é totalmente individual -, disse o Dr. Andrew.

 

Ele ainda comentou sobre as diferenças físicas.

 

- Muitos pontos são avaliados na hora da medição, se pegarmos dois irmãos gêmeos o fit não será igual, porque um pode ter mais elasticidade que o outro. O sistema não faz milagre, ele é uma ferramenta de auxilio ao técnico que conversando com o ciclista chega a melhor configuração. Com isto ele vai usufriur o máximo do equipamento e evitar lesões -, concluiu. 

 

 Após a palestra do Dr. Andrew, o português Hugo Teixeira, com mestrado no sistema Body Geometry Fit RETUL, que mora em Morgan Hill, na Califórnia, Estados Unidos, nos falou sobre o desenvolvimento de produtos seguindo este conceito.

 

- Os produtos são ergonomicamente projetados e cientificamente testados para maximizar potência, resistência e conforto através de uma customização sistemática da sua bike e equipamento em todos os três pontos de contato (mão, pé e sentar). Desta forma o ciclista está preparado para um pedalar curto ou uma prova muito longa. O prazer em pedalar se alia ao desempenho - concluiu Hugo.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube