Froome e Sky comentam o uso de Salbutamol na Volta da Espanha

14 Dec 2017

 

A equipe Sky postou em seu site, uma justificativa para o uso de medicação para a asma, do ciclista britânico Chris Froome, tetracampeão do Tour de France (2013, 2014, 2015 e 2017), durante a Volta da Espanha deste ano.

 

Durante a última semana da Volta, Chris teve sintomas agudos de asma. Com o conselho do médico da equipe, ele usou uma dosagem maior de Salbutamol (ainda dentro das doses permitidas) no período anterior ao teste de urina de 7 de setembro. Como líder da corrida, Chris foi testado ao término de cada etapa durante este período e ele declarou o uso da medicação.

 

- Todos sabem que tenho asma e sei exatamente quais são as regras. Eu uso um inalador para gerenciar meus sintomas (sempre dentro dos limites permitidos) e eu sei com certeza que vou ser testado todos os dias usando a camiseta do líder da corrida -, disse Froome.

 

Ele ainda comentou sobre a sua asma durante a Volta da Espanha.

 

- Minha asma piorou na Volta, então eu segui o conselho do médico da equipe para aumentar minha dosagem de Salbutamol. Como sempre, tomei o máximo cuidado para garantir que não usei mais do que a dose permitida. - Eu levo minha posição de liderança no meu esporte muito seriamente. A UCI tem toda a razão para examinar os resultados dos testes e, juntamente com a equipe, vou fornecer qualquer informação necessária -, concluiu Froome.

 

 

A UCI informou Chris de que um teste de urina realizado em 7 de setembro de 2017, após o estágio 18 da Volta, revelou uma concentração de Salbutamol que excede um limiar que exige que ele forneça informações para confirmar que ele inalou não mais do que a dose permitida. A análise indicou a presença de Salbutamol a uma concentração de 2.000 nanogramas por mililitro (ng / ml), em comparação com o limiar WADA de 1.000 ng / ml. Nenhum dos 20 outros exames de urina feitos por Chris exigiu qualquer outra explicação.

 

A notificação do achado de teste não significa que qualquer regra tenha sido quebrada. A descoberta desencadeia solicitações da UCI que visam estabelecer o que causou a elevação da concentração de Salbutamol e garantir que não tenham sido inaladas mais do que as doses admissíveis de Salbutamol.

 

 

- Existem questões médicas e fisiológicas complexas que afetam o metabolismo e a excreção de Salbutamol. Estamos empenhados em estabelecer os fatos e entender exatamente o que aconteceu nesta ocasião. Tenho a maior confiança de que Chris seguiu a orientação médica no gerenciamento de seus sintomas de asma, permanecendo dentro da dose permitida para Salbutamol. Claro, faremos o que pudermos para ajudar a resolver essas questões -, disse Sir Dave Brailsford, diretor da equipe Sky. 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube