Exclusivo: conversamos com Lauro Chaman, antes do Mundial de Pista Paralímpico da UCI no Rio de Jane


O Planeta da Bike esteve na primeira sessão de treinos livres do Mundial de Pista Paralímpico da União Ciclística Internacional (UCI), na última terça-feira, no Velódromo Olímpico do Rio de Janeiro e aproveitou a oportunidade para conversar com o multicampeão Lauro Chaman. Ele é o atual campeão mundial paralímpico de estrada, da Copa do Mundo e primeiro lugar no ranking mundial.

Planeta da Bike: Qual é a sua expectativa de retornar ao Velódromo Olímpico do Rio?

Lauro Chaman: Estou muito feliz por estar aqui outra vez, agradeço a oportunidade, a todos os envolvidos na realização do evento e de poder competir em um Mundial dentro de casa. Eu e meus companheiros estamos muito motivados em busca de bons resultados e nós fizemos uma boa preparação. Vivi aqui o momento mais feliz do esporte. Ano passado fui campeão da Copa do Mundo e campeão do ranking mundial, mas nada se comparou as medalhas que ganhei aqui na Paralímpiada, estrada masculino C4-5; além de uma medalha de bronze no contra-relógio masculino C5, com a minha família assistindo. Eles vão estar aqui outra vez, meu filho estará aqui também, junto com a minha mãe e avó. Vai ser um momento bem marcante pra mim de novo, espero dar meu máximo e tomara que consiga conquistar uma medalha para o Brasil

Planeta da Bike: Essa é a primeira prova que vai somar pontos para o novo ciclo olímpico Tóquio-2020, como será a sua preparação?

Lauro Chaman: A nossa meta é pontuar o máximo possível, hoje temos a maior delegação brasileira na história de mundiais, então isso é muito importante. A meta é transformar o ciclismo paralímpico em uma potência como a natação e o atletismo. Tomara que isso vire realidade, mesmo se não acontecer na minha geração porque o ciclismo é a terceira modalidade que mais distribui medalhas em Jogos Paralímpicos. Para mim seria muito emocionante chegar a uma Paralímpiada como estamos neste Mundial, com uma delegação grande. Hoje temos uma seleção forte, não só comigo mas temos o Soelito Gohr, a Marcinha que esteve na Paralímpiada, o Novello que é o piloto do Tandem, o pessoal do C1, C3 então estamos evoluindo na parte do ciclismo, não só um atleta é o esporte que está crescendo cada vez para um dia sermos uma potência.

Planeta da Bike: Você pretende participar de todo circuito para defender o bi mundial?

Lauro Chaman: A nossa meta é correr todas as etapas da Copa do Mundo, Campeonato Mundial de Estrada e já pensando nos próximos Jogos Paralímpicos. Mas antes temos o Parapan-Americanos que eu ganhei três medalhas em Toronto (Canadá), competição muito importante que soma bastante pontos e estamos bem focados para o Pan no Peru, para depois pensarmos em Tóquio. Gostaria que a Paralímpiada fosse esse ano, porque todo atleta deveria ter a chance de participar. Eu disputei no Brasil e foi maravilhoso. Tenho que agradecer a todo povo do Rio pelo reconhecimento, foi muito legal aqui nesse velódromo. Disputei o bronze, acabei perdendo na final da Perseguição Individual, todo mundo gritando meu nome, arrepia só de lembrar. Eu perdi e a galera gritou meu nome de pé, nunca tinha recebido um carinho tão grande assim. Só tenho a agradecer por esse momento feliz que passei no esporte e essa emoção nunca será superada. Vou seguir treinando aqui no Brasil para essas competições, agora vamos participar pela primeira vez do Team Sprint, para classificar mais atletas para Tóquio-2020.

O Mundial é composto por três provas em cada umas das categorias – Tandem (para cegos), C1, C2, C3, C4 e C5 (para pessoas com deficiências físico-motoras e amputados) tanto no masculino quanto no feminino. Além disso, há uma prova de Sprint com equipes mistas.

Serviço

Velódromo Olímpico do Rio de Janeiro Quando: De 22 a 25 de março Horários de Competições: Sessão manhã a partir das 10h e sessão tarde, 15h *Portões abertos: a partir das 9h Entrada principal do Parque Olímpico da Barra - Portão 28 - Av. Embaixador Abelardo Bueno.

Principais conquistas

– Campeão Mundial Paralímpico de Estrada UCI - 2017

– Campeão da Copa do Mundo UCI - 2017

- 1º lugar no ranking mundial categoria C5 - 2017

– Medalha de bronze na prova de Estrada das Paralimpíadas do Rio – 2016

– Medalha de bronze na prova de Contrarrelógio das Paralimpíadas do Rio – 2016

– Medalha de ouro na prova de Estrada do Parapan de Toronto – Canadá – 2015

– Medalha de ouro na prova de Contrarrelógio do Parapan de Toronto – Canadá – 2015

– 2º lugar na prova de Estrada da Copa do Mundo da Alemanha 2015

– 2º lugar na prova de Estrada - 2014

– 2º lugar no Mundial de Estrada e CRI no Canadá

#Paraciclismo #UCI #CiclismodePista

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube
cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png