Viviane Favery encara três dias de ultramaratona na Brasil Challenge, em Ibitipoca (MG)

3 May 2018

 

A ciclista Viviane Favery (Cannondale Brasil Racing) terá pela frente mais um importante desafio na temporada. Entre sexta-feira e domingo (4 a 6 de maio), Viviane disputará a inédita ultramaratona Brasil Challenge, em Conceição do Ibitipoca (MG). Serão três dias de provas para os atletas das elites, com a soma total de 217 km percorridos. Classificada como classe 2 no formato XCS (cross country por estágios), a disputa mineira ofertará 80 pontos aos campeões das elites no ranking da UCI (União Ciclística Internacional). 

- Será mais uma competição importante no meu calendário. Um evento de peso, que chega com força para compor o ranking nacional, valendo muitos pontos na UCI. Provas novas como a Brasil Challenge, com certeza ajudarão o mountain bike brasileiro a crescer, porque é um evento grande, com patrocinadores fortes e tem a confirmação dos principais atletas nacionais. Meu objetivo é ter uma boa performance nestes três dias, embora eu não tenha feito uma periodização propriamente dita para esta disputa. Venho de uma boa sequência de treinos e corridas, incluindo a CIMTB, em Araxá (MG), e o GP Ravelli, em Piedade (SP), que me ajudam a chegar bem em Ibitipoca -, conta Viviane Favery.

 

 
Na abertura da Brasil Challenge, os atletas terão pela frente 60 km para aquecerem as pernas. No dia seguinte, o sábado (5), será vez da etapa Rainha da competição, com 100 km. A decisão está marcada para o domingo, quando os atletas pedalarão mais 57 km. - Estaremos com a equipe completa lá em Minas. Mais uma vez viajarei com meus companheiros de Cannondale Brasil Racing, Sherman Trezza, Lukas Kaufmann e Hugo Prado Neto, os três fortíssimos neste tipo de competição, as stage races. Será um fim de semana de troca de experiência e enriquecimento profissional e pessoal -, destaca Vivi, ciclista que faz parte também do Shimano Sports Team.

Apesar de ser atual campeã brasileira de maratona, título vencido por Vivi Favery também em 2015, a atleta não se considera favorita. - Sinto que o cenário é cada vez mais competitivo nas maratonas, seja de um dia ou de estágios, aqui no Brasil. Assim, tenho que estar muito concentrada e nunca achar que o fato de eu ser a atual campeão brasileira me dá alguma vantagem. Vou fazer meu trabalho, curtir bons dias em cima da bike e conhecer este lugar, que é novo para mim -, finaliza a ciclista, que em 2018 foi contemplada com o Bolsa Atleta.

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Please reload

Procurar por Tags
PDB 72 BR Ride.jpg
Nosso canal no Youtube
logo timeraiz.png
logoLPH.png
PDS CLEAN.png