Coronavírus: Volta da Espanha 2020 terá 18 etapas, com largada no País Basco, mas UCI precisa confirmar as datas

30 Apr 2020

 

A organização Volta da Espanha, chegou a um acordo com a União Ciclística Internacional (UCI) e resolveram adiar a 75ª edição da corrida. A disputa aconteceria originalmente de 14 de agosto a 6 de setembro, partindo da Holanda. No entanto, a necessária reorganização do calendário anual do ciclismo, devido à crise global de saúde causada pelo COVID-19, forçou uma mudança nos planos. As novas datas ainda não foram determinadas pela UCI, que anunciará o novo calendário no próximo dia 5 de maio, mas sabe-se até o momento que a competição será composta por 18 etapas e terá início no País Basco.

 

Após o cancelamento oficial da largada da La Vuelta da Holanda, a Unipublic, como organizadora da corrida, decidiu não substituir as três primeiras etapas - que iriam viajar pelas regiões holandesas de Utrecht e Brabante do Norte - e, em vez disso, iniciar o Tour espanhol com o Irun - Arrate. Esse foi o comunicado à UCI com o objetivo de que o órgão regulador do ciclismo pudesse reorganizar o calendário com um disputa composta por 20 dias, em vez do original 23.

 

Essa decisão foi motivada pela situação excepcional provocada pela crise da saúde que afeta atualmente todos os setores, inclusive o esporte. 

 

 

“Obviamente, quando você desenha a corrida, espera nunca ter que fazer mudanças dessa magnitude, mas temos que ser sensíveis à situação atual e aceitar que é muito difícil substituir uma largada oficial, considerando todo o planejamento institucional e logístico que envolve ”, afirmou Javier Guillén, diretor da La Vuelta .

 

Com sua nova configuração, a 75ª edição da Volta da Espanha será uma corrida histórica em muitos aspectos. Será a primeira vez nos últimos 35 anos que consiste em menos de 21 etapas. A última vez que isso aconteceu foi em 1985, com uma edição com 19 estágios. Também será a primeira vez desde que a Unipublic assumiu o controle da corrida em 1979 que a competição começará no País Basco. Já se passaram quase cinco décadas desde que Euskadi sediou a partida oficial da corrida. Em 1961, La Vuelta decolou de San Sebastián, com um contra-relógio em equipe, com início e término na chegada na cidade.

 

 

“ Ter uma paixão pelo ciclismo tão presente no País Basco desde o primeiro dia torna essa mudança de planos muito mais agradável ”, acrescentou Guillén. “ De qualquer forma, esperamos apenas que esta crise de saúde sem precedentes seja resolvida em breve, que todos possamos voltar ao normal, incluindo La Vuelta - que consistirá novamente em seu formato tradicional e duração de 21 etapas e dois dias de descanso em 2021 ”, concluiu.

A organizadora pretende realizar a disputa entra a sexta-feira,18 de agosto a domingo, 6 de setembro de 2020. A Volta da Espanha será composta por 18 etapas e percorrerá uma distância total de 2846,9 quilômetros. Sendo assim distribuídas: 6 etapas planas, 6 etapas montanhosas, 5 etapas da montanha, 1 etapa de contra-relógio individual e 2 dias de descanso. As datas sugeridas entram em rota de colisão com as do Tour de France, que está marcado para acontecer entre 20 de agosto a 29 de setembro.

A entidade máxima do ciclismo mundial suspendeu até 1º de agosto as competições do World Tour. Nos resta esperar até o próximo dia 5, para sabermos o que será do ciclismo de estrada em 2020.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube