Conversamos com Rogério Tancredi (Shimano Latin America) sobre a importância da bicicleta em tempos


Em mais uma entrevista da série sobre a importância da bicicleta em tempos de pandemia, conversamos com Rogério Tancredi, Gerente de Marketing da Shimano Latin America.

A Shimano é uma multinacional japonesa, fabricante de peças para ciclismo e pesca, fundada em 1921. Aproximadamente 75% de seu faturamento é oriundo da venda de produtos para bicicletas.

Sua produção de câmbios para bicicletas começou em 1956. Nos fim dos anos 80, a empresa já era uma das líderes no segmento de equipamentos ciclísticos. Em 1984 lançou o sistema que indexava as marchas, chamado SIS. Com ele há uma sincronização entre trocador do câmbio e o câmbio em si. Seis anos depois chegou o Shimano Pedaling Dynamics (SPD), sistema de pedal de encaixe que se prende a sapatilhas especiais.

Planeta da Bike - A Shimano na sua centenária história já vivenciou muita coisa, vocês acreditam que a bicicleta se tornará o meio de transporte mais usado no pós-pandemia? 



Rogério Tancredi - Globalmente sem dúvida, a bicicleta ganha mais peso dentro da sociedade principalmente como mobilidade. Não faz sentido uma pessoa andar sozinha no carro, tem a poluição, ou até mesmo o desconforto de estar em um transporte público cheio. Se nós tivéssemos estrutura, ciclovia, segurança haveria um aumento muito grande. Temos países mais desenvolvidos como Alemanha e Holanda onde vemos um mercado bem maduro. Nos países emergentes, que são mais pobres como Brasil, América Latina e até china, o efeito pós-pandemia será muito mais positivo. Já estamos vendo isto hoje, a bicicleta em um mercado que não é desenvolvido, está no centro da discussão. Então, muita gente que não andava de bicicleta, ou está andando por conta de saúde, ou pretende começar assim que acabar a pandemia vai ver a bicicleta como um meio transformador para uma qualidade de vida melhor para não pertencer a um grupo de risco. Acredito que pós-pandemia teremos uma atenção enorme, porque a bicicleta contribui para nossa sociedade, em termos de saúde e mobilidade. O que nós precisamos é de suporte governamental (investimento em ciclovia e segurança para quem está pedalando), não precisamos mais do que isso, a sociedade faz muita coisa em prol da bicicleta. A médio prazo, aproximadamente dois anos, o crescimento que podemos chegar na indústria de bicicleta brasileira pode ser maior do que se não tivéssemos a pandemia. Lógico que teremos um momento difícil, mas o crescimento será maior do que o orgânico.

Planeta da Bike - O Movimento #sempreshimano foi lançado para entregar mais qualidade, para que o ciclista tenha uma melhor experiência ao pedalar e por isso adote a bicicleta no dia a dia?

Rogério Tancredi - O Sempre Shimano é o resgate de alguns projetos que a Shimano já teve no passado, fora e até aqui no Brasil. No passado ele era chamado de projeto de confiança, mas agora ele foi modernizado e tem website, redes sociais. É uma maneira de apresentar para o usuário final que os componentes Shimano oferecem uma alta qualidade. A experiência que a pessoa vai ter será muito satisfatória. O Sempre Shimano resgata toda a confiabilidade, segurança, precisão na troca de marchas e a durabilidade da Shimano. Esse é o principal objetivo.

MATÉRIA RELACIONADA: Em parceria com fabricantes nacionais de bicicleta a Shimano lança #sempreshimano Planeta da Bike - Quando a vida “voltar ao normal”, o ciclista urbano terá uma grande relevância no trânsito das grandes cidades, a Shimano pretende continuar com as campanhas educativas?

Rogério Tancredi - Nós participamos do Maio Amarelo* há muitos anos, que é uma campanha sócio-educativa governamental. A Shimano contribui fazendo pit-stops de Suporte Neutro nas principais vias de São Paulo para pessoas que estão utilizando a bike. Nesta parada fazemos revisão gratuita do câmbio e freios. Além disto fazemos palestras no sentido de educar, orientar e conscientizar o uso correto da bicicleta. Como o mundo estará com foco maior na bicicleta, a Shimano estará neste caminho de responsabilidade social de dar suporte para os novos usuários, sem esquecer os atuais. A Shimano continuará investindo neste suporte.

Planeta da Bike - Os componentes Shimano em sua grande maioria são fabricados no Japão, a pandemia prejudicou a produção?

Rogério Tancredi - Nós temos 14 fábricas espalhadas pelo mundo, a grande maioria na Ásia e temos algumas no Japão. Na parte de produção japonesa, não tivemos um impacto tão grande. Não houve parada na produção do Japão. As regiões que elas estão localizadas ainda permitem que elas funcionem. As fábricas que a Shimano tem na China, Malásia, entre outros locais tiveram que parar pela questão de saúde, mas já voltaram a trabalhar normalmente.

MATÉRIA RELACIONADA: Shimano apresenta mundialmente a nova família do grupo Deore, com 12, 11 e 10 velocidades

Planeta da Bike - O Shimano Fest já faz parte do calendário de eventos e lançamentos do mercado brasileiro da bicicleta. A edição deste ano passou para dezembro, o que podemos esperar da 11ª edição?

Rogério Tancredi - Ele é o maior festival da bicicleta da América Latina, tem um grande peso para o mercado, lojistas, montadores e principalmente para os consumidores finais. É um evento com mais de 40 mil visitantes, que fazemos em São Paulo, ele seria no final de agosto, mas é inviável dizer que daria para fazê-lo na época programada. Nós mudamos o calendário para dezembro, é quando esperamos que tudo esteja mais controlado, com a contaminação quase zerada, ou em um patamar muito mais seguro para voltarmos a vida normal. Esperamos fazê-lo em dezembro para celebrar as atividades da bicicleta, dando voz para os lojistas que tiveram tempos difíceis, para as montadoras colocarem os seus produtos novos. Principalmente para o consumidor final também celebrar essa nova vida de felicidade com bicicleta, saúde. Nosso evento está confirmado e queremos fazê-lo de uma forma muito bonita.

* MAIO AMARELO - É um movimento internacional, com ações coordenadas entre o poder público e a sociedade civil, de conscientização para redução de acidentes de trânsito no mundo. O mês de maio se tornou referência para balanço das ações realizadas em todo o planeta após o decreto da Organização das Nações Unidas (ONU) que iniciou a Década de Ação para Segurança no Trânsito em 11 de maio de 2011.

#Coronavírus #MobilidadeUrbana

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube
cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png