Abraciclo: 57 mil bicicletas foram fabricadas em janeiro, mesmo com falta de insumos


Fábrica da Oggi em Manaus / Divulgação

A produção de bicicletas no Polo Industrial de Manaus (PIM) totalizou 56.981 unidades em janeiro. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, o volume é 44,6% maior às 39.400 bicicletas fabricadas em dezembro e 1% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado (56.410).


O vice-presidente do segmento de bicicletas da Abraciclo, Cyro Gazola, afirma que as fabricantes do Polo Industrial de Manaus (PIM) concentram seus esforços para acelerar a produção e, com isso, atender à demanda que segue aquecida, uma vez que a bicicleta se tornou uma alternativa para evitar a aglomeração do transporte público durante a pandemia.

“No entanto, estamos limitados pelo desabastecimento de peças e componentes. Esse é o nosso principal gargalo: cerca de 50% das peças de uma bicicleta são provenientes de fornecedores globais”, afirma. “Temos grandes desafios na cadeia de suprimentos. A recuperação no fornecimento de insumos será gradual e deverá acontecer no segundo semestre”, complementa.


Outro fator que afetou a produção de bicicletas em janeiro foi a segunda onda do coronavírus. Para conter os efeitos da pandemia um decreto estadual implementou o toque de recolher em Manaus. Todas as associadas tiveram que adequar suas atividades para cumprir a determinação e operaram em um único turno de trabalho, com horário reduzido.

Fábrica da Houston em Manaus / Divulgação

Com 36.475 unidades e 64% do volume total fabricado, a categoria mais produzida em janeiro foi a Moutain Bike (MTB), que graças aos seus recursos tecnológicos se tornou uma opção de locomoção também em ambientes urbanos. Em segundo lugar ficou a Urbana/Lazer (18.152 unidades e 31,9% do total fabricado), seguida pela Infanto-Juvenil (1.449 unidades e 2,5%).

Do total produzido em janeiro, 60,7% foi destinado à região Sudeste, que recebeu o maior volume de bicicletas produzidas no Polo de Manaus (34.582 unidades). Na sequência, estão o Sul (11.799 unidades e 20,7%), Nordeste (5.460 unidades e 9,6%), Centro Oeste (3.530 e 6,2%) e Norte (1.610 e 2,8%).


As importações em todo o território nacional totalizaram 7.646 bicicletas. Na comparação com dezembro, que teve 2.958 bicicletas importadas, a alta foi de 158,5%. Já em relação a janeiro do ano passado (9.314 unidades), houve retração de 17,9%.


De acordo com dados do portal Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, a maioria das bicicletas veio da Ásia. A China respondeu pelo maior volume, com 6.238 unidades e 81,6% do volume total importado. Em seguida, vieram Taiwan (589 unidades e 7,7% do total importado) e Vietnã (475 unidades e 6,2%).

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube