Agricultor belga, Yves Lampaert surpreende e vence o Contra-relógio Individual do Tour de France


Yves no alto do pódio / ASO - Pauline Ballet

O agricultor belga Yves Lampaert, da Quickstep Alpha Vinyl, surpreendeu ao ser coroado em Copenhague, na Dinamarca como o mais rápido no Contra-relógio Individual da primeira etapa do Tour de France, que começou nesta sexta-feira(1).


Um dos favoritos era o seu compatriota Wout van Aert, que venceu seu duelo contra o italiano bicampeão mundial da modalidade, Filippo Ganna. Lampaert é o primeiro belga a vestir Camisa Amarela ( Maillot Jaune) desde o campeão olímpico da Rio-2016, Greg Van Avermaet em 2018 e o quarto de seu país a vencer o contra-relógio inaugural do Tour de France depois de Eddy Merckx, vencedor de três prólogos (em 1970, 1972 e 1974) , Freddy Maertens (1976) e Eric Vanderaerden (1983).


“Eu esperava chegar no top 10 e isso já seria ótimo, mas agora venci todos os melhores do mundo. Sou apenas um agricultor belga e faço isso, é inesperado. Eu não posso acreditar nisso. Eu sabia que estava em boas condições, mas vencer uma etapa do Tour de France, especialmente a etapa 1, é algo que eu nunca poderia sonhar. Vencer van Aert, van der Poel e Ganna, é inacreditável para mim. As estradas ainda estavam muito molhadas quando andei, então acho que tive as mesmas condições que os favoritos e mesmo assim terminei 5'' na frente de van Aert. Terei a camisa amarela nos ombros pelo menos por um dia. Só poderei perceber quando o Tour acabar, ou talvez na segunda-feira quando ver minha namorada e meu filho. Quero compartilhar este momento com Tim Declercq, que é um dos meus melhores amigos e não pôde fazer o Tour por causa do Covid.”


Yves com a camisa de líder ASO - Pauline Ballet

O suíço Stefan Bissegger, outro favorito, caiu duas vezes e não conseguiu melhorar o tempo do campeão nacional holandês Bauke Mollema que fez 15'34'18'', com velocidade média de 50,878km/h. O seu tempo foi superado em 3''56 pelo seu compatriota Mathieu van der Poel (Vel média 51,097km/h). Primeiro dos favoritos da classificação geral a largar, Primoz Roglic (Eslováquia) rodou debaixo de chuva e não ficou na berlinda por ser 2''55 mais lento que MVDP. Stefan Küng e Geraint Thomas foram aparentemente prejudicados pela chuva, pois não se aproximaram do desempenho do líder da Alpecin-Deceuninck. Wout van Aert (1''18), Filippo Ganna (2''53) e Tadej Pogacar (6''47) também ficaram atrás de van der Poel a meio caminho.


Bicampeão belga no contra-relógio individual (2017, 2021) e recente vencedor do ITT no Circuito da Bélgica antes de sua desclassificação por comportamento perigoso na última etapa, Yves Lampaert aproveitou as novas condições de corrida para derrubar seu compatriota ao fazer 15'17''76, cinco segundos mais rápido que van Aert, à velocidade média de 51,821km/h. As equipes optaram por colocar seus capitães mais cedo, pois acreditavam que as condições climáticas piorariam, mas foi o contrário. No entanto, nenhum dos 71 pilotos que competiram depois de Lampaert ameaçaram a vitória da etapa. O Tour segue na Dinamarca e o estágio de amanhã, terá 202km, com a largada em Roskilde e chegada em Nyborg.


Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube