CIMTB Michelin elabora protocolos de segurança para realização de etapas em 2020


Rogério Bernardes afirma que iniciou elaboração de protocolos / Ney Evangelista

A próxima etapa da CIMTB Michelin está marcada para os dias 28, 29 e 30 de agosto, em Taubaté (SP) e a organização aguarda decisão das autoridades para abrir as inscrições e confirmar ou não o evento. Enquanto isso, a CIMTB Michelin está elaborando protocolos para a realização das etapas deste ano. O objetivo é dar o máximo de segurança para os atletas, equipes, staffs e também para o público.


Para elaborar este protocolo, o organizador da CIMTB Michelin terá como base eventos que estão começando a retomar à rotina pelo mundo e também as instruções da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e União Ciclística Internacional (UCI). “Iniciamos a elaboração de protocolos que poderão fazer parte deste ‘novo normal’ dentro das competições de mountain bike. Para isso, além de ter como base eventos que já estão acontecendo nos Estados Unidos e Europa, também estamos buscando informações através de profissionais da saúde que pedalam e conhecem o universo do mountain bike para que este possa ser um protocolo referência também para outras competições”, comentou o organizador da CIMTB Michelin, Rogério Bernardes.


De acordo com Rogério, as medidas passam pelo lava bike, bolsão de largada e chegada, alinhamento, entrega de kits, premiação, área de circulação do público, entre outras dezenas de setores. “Tudo será estudado junto com pessoas da área da saúde que conhecem o evento e tem o hábito de pedalar. Mas, dentre as medidas estão, maior distanciamento entre as máquinas de lava-bike, bolsão de largada maior, alinhamento com cinco atletas por linha, pódio apenas com o campeão, dentre outras providências”, explicou.


No podcast que foi lançado nesta terça-feira (30), Rogério entrevistou a atleta Hercília Najara (TSW Team). Hercília é enfermeira, professora universitária, mestre e está concluindo doutorado na área. Ela comentou que apesar da situação ser delicada, existem possibilidades que podem ser realizadas para que o evento aconteça. “O mundo da bike vai voltar, mas talvez com um número reduzido. Eu diria que se a organização conseguir ter o controle de temperatura das pessoas e se preocupar com pontos importantes para manter o distanciamento das pessoas, eu me sentiria segura para participar da prova sem nenhum problema”, afirmou a atleta durante o podcast.


O organizador comentou que ainda está estudando se vai ou não haver Taubaté. “As condições que Taubaté proporciona, começando pelo Parque Vale do Itaim que é amplo, são muito favoráveis. Estou motivado buscando informações para que a CIMTB Michelin se torne também referência para outros eventos”, afirmou.


Esta semana Rogério Bernardes foi convidado para participar de um bate papo com alguns dos principais organizadores de competições de mountain bike do Brasil. O bate-papo abordou como os organizadores pretendem reprogramar os eventos de 2020. O vídeo sai nesta quarta-feira (1).

Caso você seja profissional da saúde, conhece o evento, pratica o mountain bike e tenha interesse em auxiliar na elaboração do protocolo para o evento, entre em contato com através do e-mail info@cimtb.com.br.

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube
cannondale.png
shimano.png
sa bs.png
MFT.png
CIMTB.png
logoLPH.png
SFEST.png
Fran Logo Branco.png