top of page

Ironman Brasil: Pâmella Oliveira conquista o bicampeonato consecutivo


Pâmela Oliveira conquista o bicampeonato / Fábio Falconi - Unlimited Sports

A triatleta Pâmella Oliveira fez história neste domingo. A competidora confirmou o favoritismo e venceu o 21º Itaú BBA Ironman Brasil em Jurerê Internacional, em Florianópolis, Santa Catarina. Ela, que igualou o número de conquistas da fluminense Fernanda Keller – que ganhou em 2004 e 2008 –, tornou-se a primeira a garantir o bicampeonato consecutivo da prova na capital catarinense com as conquistas do ano passado e deste domingo. Pâmela completou os 3,8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida com o tempo de 8h44mi24, ficando em segundo Mariana Borges de Andrade, 9h10min32seg, e em terceiro a norte-americana Alex Watt, com 9h28min42.

Já no masculino, o paulista Reinaldo Colucci também esteve próximo do bi, mas o argentino Luciano Taccone acabou tirando a segunda vitória do brasileiro em uma disputa bastante equilibrada e emocionante, com ambos se alternando na liderança ao longo das três etapas. O campeão, que brigou pela vitória desde o começo da prova, chegou ao título com o tempo de 7h55min38, com quase cinco minutos de vantagem para Colucci, 8h00min44. O também brasileiro André Lopes terminou na terceira colocação, com 8h03min02.

Pâmella Oliveira não vai esquecer tão cedo essa edição do Ironman Brasil, a mais importante prova endurance do país. Com um desempenho quase que perfeito, ela foi a melhor na natação, no ciclismo e na corrida e, mesmo em um dia de bastante dificuldade, ficou bem perto de quebrar o recorde do evento – 8h40 de Sarah Piampiano (EUA), em 2019. Por isso, a capixaba comemorou muito a segunda vitória.

“Foi, sem dúvida, a minha prova mais redonda de Ironman. Foquei bastante na minha preparação, treinando forte para melhor os tempos do ano passado. A vitória veio para coroar todo esse trabalho”, destacou. Ela ainda ressaltou a importância do apoio da torcida ao longo do percurso, especialmente na parte da corrida. “Passar na Avenida Búzios é incrível, pois todos apoiam. Desde as pessoas com quem treino até as demais as famílias que estão lá pelos outros competidores. Uma vibração incrível e que chegou a me emocionar”, disse.


A disputa do masculino, ao contrário do feminino, foi bastante acirrada, com destaque para o argentino Luciano Taccone e os brasileiros Reinaldo Colucci e Igor Amorelli. Os três saíram praticamente juntos da água, trocaram de posições por diversas vezes no ciclismo e iniciaram a corrida bem próximos. Igor acabou parando no quilômetro seis, enquanto Taccone e Colucci seguiram na briga.


Melhor para o argentino, que colocou seu país no topo do pódio depois dez anos e ainda aumentou para nove o número de conquistas argentinas em Floripa – quatro de Eduardo Sturla, três de Oscar Galindez e uma de Ezequiel Morales.


“Foi um dia duro para todos pois a chuva não colaborou. Mas deu tudo certo e ganhar aqui é especial. Fazia muito tempo que um argentino não ganhava e, por isso, foi ainda mais importante”, destacou o campeão, que atingiu seu objetivo de garantir presença no Mundial Ironman, na Riviera Francesa, em setembro.

Resultados

Masculino

1. Luciano Taccone (ARG), 7h55min38

2. Reinaldo Colucci (BRA), 8h00min44

3. Andre Lopes (BRA), 8h03min02

Feminino

1. Pâmella Oliveira (BRA),8h44min24

2. Mariana Borges de Andrade (BRA),9h10min32

3. Alex Watt (EUA), 9h28min42

Comments


Siga o Planeta da Bike

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Nosso canal no Youtube

bottom of page