Jumbo-Visma coloca vitória no Tour de France no topo da lista de desejos



O diretor esportivo Grischa Niermann revelou que seis pilotos já estão certos de seu lugar na seleção do Tour do Team Jumbo Visma. “Primoz Roglic, Jonas Vingegaard, Sepp Kuss, Rohan Dennis, Wout van Aert e Steven Kruijswijk estarão lá. Selecionaremos os dois últimos pilotos no início de maio. Então vamos começar com a preparação específica para o Tour.”

Niermann acredita em uma equipe poderosa no início. “Vamos montar um plano tático, junto com os pilotos, para vencer o grande favorito Tadej Pogacar. Estamos trabalhando em todos os tipos de cenários possíveis.”

O diretor esportivo Merijn Zeeman concorda. “É a maior corrida do mundo e a mais difícil de vencer, mas achamos que é um grande desafio. Esperamos por isso. Como Team Jumbo-Visma, queremos vencer o Tour um dia. A concorrência é enorme, no entanto.” "POSSO DESEMPENHAR UM PAPEL IMPORTANTE NA EQUIPE. TAMBÉM NO TOUR." ROHAN DENNIS

Roglic abraça a abordagem de sua equipe. “Vamos ver passo a passo como podemos estar no nosso melhor lá. Isso é o mais importante: então os resultados virão naturalmente.”

O campeão belga Van Aert gostaria de conquistar a camisa verde dos pontos. “Mas espero fazer parte do time que venceu o Tour. Mostrei que posso ser um atleta de equipe e alcançar o sucesso pessoal. Vamos tentar combinar isso novamente na próxima edição.” Com Dennis, a brigada amarelo-preta ganhou força e experiência. “Estou muito feliz em fazer parte desta equipe. Esta equipa está a fazer tudo para melhorar a cada dia e isso me atraiu muito”, diz o australiano. “Posso desempenhar um papel importante na equipe. Também no Tour.”


A 109ª edição do Tour de France, está marcada para 1º a 24 de julho deste ano. O próximo Tour terá um percurso cheio de oportunidades para atacar em todos os terrenos após a Grand Départ em Copenhagen, na Dianmarca. As montanhas irão então definir o cenário para uma série de confrontos para decidir quem leva a camisa amarela para casa, incluindo o Super Planche des Belles Filles no departamento de Vosges, o col du Granon e o Alpe d'Huez para encerrar o capítulo alpino da corrida, antes de Peyragudes e do Hautacam nos Pirenéus, onde os escaladores terão a chance de acender a corrida.

Quatro países: Dinamarca, Bélgica, Suíça e, claro, França aparecerão no mapa do Tour em 2022, o maior número desde 2017. A Dinamarca se tornará o décimo país a sediar o Grand Départ e o mais setentrional na história do Tour. Na França, a corrida vai visitar 8 regiões e 29 departamentos.


A 109ª edição será composta como de costume por 21 etapas, assim dividas:


6 estágios planos


7 fases montanhosas


6 etapas de montanha com 5 chegas no topo (La super Planche des Belles Filles, Col du Granon, Alpe d'Huez, Peyragudes, Hautacam)


2 estágios individuais de contra-relógio


2 dias de descanso


1 dia de deslocamento


O Tour 2022 terá início em 1º de julho, em uma sexta-feira e não em um sábado, como de costume. Isso permitirá a transferência para a França após as três etapas da Grand Départ na Dinamarca.


Nove novas cidades ou locais que sediarão o Tour pela primeira vez:


Copenhagen (início e término da fase 1)


Roskilde (início da fase 2)


Nyborg (final da fase 2)


Vejle (início da fase 3)


Sønderborg (conclusão da fase 3)


Aigle (início da fase 9)


Castelnau-Magnoac (início da fase 19)


Lacapelle-Marival (início da fase 20)


Rocamadour (final da etapa 20)

Siga o Planeta da Bike
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
Nosso canal no Youtube